Diário de uma Noiva | by Polly Faria

-

TEMA DE HOJE: A ESCOLHA DA IGREJA

Oi pessoal,hoje vou falar da escolha da Igreja. Foi meu 1º grande passo rumo ao altar! Literalmente.
É uma escolha muito pessoal e deve ser feita com muita cautela e pé no chão, são necessários alguns cuidados e atenção aos mínimos detalhes. Além da empatia com a igreja, temos que levar em consideração uma série de fatores: as normas da igreja, o horário da cerimônia, a capacidade (se compatível com o número de convidados), a escolha do celebrante, a decoração, as músicas, a localização, a acústica, a iluminação, a segurança do local e o estacionamento para conforto dos seus convidados. Ufa! São muitos detalhes!

Meu noivo e eu analisamos todos os itens citados, mas para nós o mais importante era a data – já definida – e o tamanho da igreja, pois queremos que todos os convidados fiquem bem acomodados.

A igreja escolhida foi a Santa Edwiges, em Nova Friburgo RJ. Uma igreja muito bonita e acolhedora, porém, assim como muitas igrejas, eles só aceitam músicas sacras. Mas este assunto fica para o próximo post, afinal, essa é uma escolha difícil e precisa ser feita com muito cuidado.

E já que estamos falando da escolha da igreja, fui atrás de algumas inspirações e achei lindas imagens no blog da Constance Zahn.

Dica: Na hora de definir a igreja do seu casamento, faça todas as perguntas necessárias. É bom que fique bem claro tudo que pode e o que não pode. Afinal, é muito comum encontrar igrejas que só permitam músicas sacras, clássicas e barrocas, e que tenham restrições em relação ao número de pajens, damas, padrinhos e até a decoração. Tiradas as dúvidas, pense apenas no quanto esse momento será especial e abençoado.

Beijos e até a próxima!

 

0 Comentários para “Diário de uma Noiva | by Polly Faria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *